Fecomércio reúne representantes de 33 sindicatos para demandas desenvolvidas pelo governo estadual

Foto 2

O encontro na sede da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Goiás (Fecomércio), aconteceu em Goiânia, em 05/09. A ideia foi manter o diálogo aberto com o executivo sobre ações que tragam melhor desempenho do setor.  

Pontos tratados:

Até o final do ano, a Enel não será mais a distribuidora de energia elétrica em Goiás;

Foi entregue ao governador documento que propõe 14 medidas emergenciais para a retomada econômica em Goiás para a atração de novos investimentos, como:

-A implantação de políticas voltadas ao comércio;

-Criação de linhas de crédito para a área;

-Incentivos fiscais;

-Alíquotas progressivas para empresas que romperem o faturamento máximo do Simples Nacional;

- E-commerce:

Foto 3

Pontos que o setor já avançou em projetos levados ao governo:

- Mudança na data das Operações Relativas à Circulação de Mercadorias e Sobre Prestação de Serviços de Transporte Interestadual, Intermunicipal e de Comunicação (ICMS). ICMS agora tem data de pagamento todo dia 10;

Representantes do setor de comércio reconheceram o avanço no diálogo com o Estado na gestão Caiado. "Gosto muito deste diálogo aberto assim. Isso é algo que não existia anos atrás", declarou Irma Alves Fernandes, presidente do Sindicato do Comércio de Materiais de Construção (Sindimaco).

Comunicação Sindimaco